Conheça o equipamento adequado para pesca do tucunaré.

 

Durante muito tempo, recebendo de várias fontes, coletei essa quantidade de píadas do Joãozinho que passo a vocês agora!
Bom divertimento!
Tio Beto

No auge dos seus 8 anos, Joãozinho entra no elevador e se depara com a sua vizinha de 27 anos.
- Suzana! Eu tô apaixonado por você! Namora comigo?
A loiraça acha graça e responde:
- Eu não posso namorar você, Joãozinho...
- Por quê?
- Ai! Não leva a mal... Mas é que eu não gosto de crianças.
- Não tem problema. A gente usa camisinha!
O Joãozinho, logo de manhã antes da aula passa na quitanda e diz ao vendedor: "Seu Manuel, me dá uma melancia, por favor!" O vendedor puxa conversa: "É pra sua mãe, Joãozinho?" Joãozinho responde: "Não, é pra minha professora." O vendedor estranha: "Uma melancia pra sua professora? Porquê?" Joãozinho completa: "É que ontem eu dei um morango pra ela e ela me deu um beijo!"
O professor pergunta a Joãozinho:
- Quanto é 2 +2?
Ele responde:
- Depende, isso é muito relativo, se for na horizontal é 22, e na vertical é 4.
O professor muito bravo pergunta:
- Joãozinho, quantos são os mandamentos?
- Depende, isso é muito relativo, se for pro homem é 10 e pra mulher é 9, a não ser que ela cobice a mulher do próximo.
O professor com mais raiva fala:
- Você é um filho duma puta
Ele responde:
- Depende, isso é muito relativo, se eu for filho da minha mãe não, mas seu eu for filho da sua...
A professora está ensinando aos alunos do primeiro ano noções de partilha. No meio da aula, ela insiste em que ninguém pode ter "tudo que precisa" e é por isso que é bom dividir. Nessa hora Joãozinho levanta a mão e diz:
- Tia, tia! Não é verdade!
- Como assim, não é verdade, Joãozinho? - pergunta a professora.
- Em casa nós não precisamos de nada há uma semana! - diz Joãozinho.
A professora contesta:
- Ora, Joãozinho, como é que você pode dizer isso? Você sabe que é impossível!
- Mas é, tia. Foi meu pai que disse! - responde Joãozinho.
A professora diz:
- O que foi que ele disse, exatamente?
- Outro dia - explica Joãozinho - minha irmã de 15 anos voltou para casa com o namorado, e ela disse que estava grávida dele. Foi aí que meu pai disse: "Não nos falta mais nada!"
Joãozinho e Luisinho conversam na hora do recreio.
- Meu pai é tão alto - diz Luisinho, contando vantagem. - mas tão alto que um dia ele levantou os braços e encostou a mão nas nuvens.
- Quando ele encostou sentiu algo macio? - perguntou Joãozinho sem querer ficar por baixo.
- Exatamente.
- Pois era o saco do meu pai!
A mãe levou o Joãozinho ao médico. Chegando lá, o Dr. pergunta ao menino:
- Qual é o seu nome?
E ele responde:
- É Joãozinho!
A mãe interrompe:
- Filho, você deve usar "Senhor" para responder!
-Tá bom. Meu nome é Senhor Joãozinho!
Joãozinho olhou pela fechadura da porta do quarto da mãe e do pai. Quando eles saíram de lá ele disse para sua mãe:
- "Depois, você diz pra eu não chupar o dedo, né mãe!?."
Num belo dia, a professora entra na sala de aula e olha a lousa, está escrito:
"meu pênis é o maior do mundo"
Ela vai e apaga.
No outro dia a mesma coisa..
"meu pênis é o maior do mundo"
No outro dia a mesma coisa..
"meu pênis é o maior do mundo"
Outra vez..
"meu pênis é o maior do mundo"
No outro, adivinha!
"meu pênis é o maior do mundo"
a professora não agüentava mais olhar para a lousa e se deparar com aquela frase novamente.
Então, ela finalmente resolve chegar mais cedo para descobrir quem faz isso todos os dias.
ela se esconde atrás da porta.. e adivinha quem é!!
O JOÃOZINHO!!
- "ahaaa! você Joãozinho! agora eu sei quem é!"
Sem nada dizer, Joãozinho abaixa as calças.. A professora não resiste e transa com Joãozinho ali mesmo.
No dia seguinte, a professora entra na sala, olha pra lousa:
"A PROPAGANDA É A ALMA DO NEGÓCIO"
Joãozinho estava no ônibus dizendo:
-Se minha mãe fosse ovelha e meu pai um bode eu seria cabritinho...
-Se minha mãe fosse vaca e meu pai um boi eu seria bezerrinho...
E o cobrador, já irritado com akilo, pergunta:
-E se sua mãe fosse uma galinha e seu pai viado vc seria o q ?
-Aí eu seria cobrador...
Em um belo dia ensolarado, a professorinha de história dá um dever de casa para a classe:
-Meninos e meninas, amanhã todos vocês devem trazer uma frase famosa, com o nome do autor, data e local em que ela foi dita.
Joãozinho pensou logo em duas frases, já que ele era o último da turma, e seria o último a recitar a maldita frase. A primeira que ele pensou foi aquele fatídico "Não me deixem só", F.C. Mello, Palacio do Planalto, 1992, e a segunda foi "Independência ou morte", Dom Pedro I, 1822, às margens do rio Ipiranga.
Na hora da aula, o primeiro aluno da turma já queimou uma frase do Joãozinho:
-"Não me deixem só".
Joãozinho esperava ansioso para dizer a sua frase quando um japonezinho, que era o penúltimo aluno da turma e estava na sua frente, se levanta e diz:
-"Independência ou morte".
Joaozinho se levanta prontamente e grita:
- Japonês F.D.P.!!!!!!!!
A professora, espantada, exclama:
- O que é isso, Joãozinho?
- Soldado Johnson, professora, Pearl Harbor, 1941
Irritado com seus alunos, o professor lança um desafio.
- Se algum de vocês se considera burro, que se levante!
Todo mundo continuou sentado. Alguns minutos depois, Joãzinho levantou-se.
- Quer dizer que voce se acha burro - perguntou o professor, indignado.
- Bem para dizer a verdade, não! Mas fiquei com pena de ver o senhor ai, em pé, sozinho!
A professora pergunta:
- Por que você está coçando tanto a cabeça, Joãozinho?
O garoto responde:
- É por causa de um piolho morto, "fessora"!
- Tudo isso por causa de um piolho morto?!
Ele responde:
- É que os parentes dele vieram para o velório!
Joãozinho aproxima-se da cama de seu avô e pede:
- Vovô! Feche os olhos,um pouquinho!
- Mas por quê?
- Porque a mamãe falou que quando o senhor fechar os olhos, nós vamos ficar ricos!
A Professora aos alunos:
- Mariazinha, o que é sexo para você?
- Meu pai e minha mãe na cama.
- Parabéns, disse a professora.
- Juquinha, o que é sexo para você?
- Eu e minha namorada na praia.
- Muito bem, disse a professora, e para você Joãozinho, o que é sexo?
- Eu e minha namorada vestidos de preto numa moto preta esbarrando em um muro!
- Cruzes, disse a professora, isso é sexo para voce?!
- Não professora, mas que nos se fudemos, se fudemos!!!
Joãozinho chega na aula com o olho roxo e a professora pergunta:
- O Joãozinho o que aconteceu com você?Você esta com olho todo roxo!!!
- É professora eu estava no busão vindo pra aula e do meu lado tinha uma gorda. Ai quando ela levantou eu vi que a saia dela tava enfiada no cu ai eu fui lá e tirei ai ela me deu um soco na cara.
- Joãozinho que coisa feia nunca mais faça isso!!
Ai no outro dia aparece ele com o outro olho roxo e a professora logo pergunta:
- Joãozinho o que aconteceu desta vez?
- Professora sabe aquela gorda?
- Sei.
- Então ela sentou do meu lado de novo ai quando ela levantou a saia tava lá outra vez ai um menino foi lá
e tirou! Como eu sabia que ela num gostava enfiei de novo!!!
Joãozinho odiava ir para o colégio, e sua mãe não aguentava mais ver as notas vermelhas em matemática,
e resolveu mandar ele para um estudar com as freiras. Logo no 1° dia ela já notou a diferença, o menino
chegou em casa e nem pediu para brincar na rua,ele pegou seus livros e para a surpresa da mãe, foi estudar.
No fim do bimestre o menino mostrou o boletim para a mãe e ela ficou besta com o que viu, seu filho estava
com nota azul em matemática. Ela não resistiu e perguntou:
- Meu filho o que aquelas freiras fizeram para você está tão mudado?
- Mamãe depois que eu vi aquele cara pregado no sinal de mais(+) eu vi que elas não estavam de brincadeira.
Joãozinho viu o pai entrando no banheiro. A porta ficou aberta e ele entrou também. Quando percebeu a presença do filho, o pai foi logo botando a mão no pau e gritou:
- Sai daqui, menino!
- Não, não saio! O que é que senhor tá escondendo?
- Sai daqui, filhinho! Não é nada!
- Não, não saio enquanto num me mostrar o que o senhor tá escondendo aí, pai!
- É um passarinho!
- Sacanagem, heim, pai... Comendo a bunda do passarinho?
Uma vez o Joãozinho pediu pra sua mãe comprar um cão pra ele!
E sua mãe comprou!
E ele deu o nome pro cão de BUNDA.
Mas sua mãe não gostou do nome e mandou ele trocar. Mas Joãozinho continuou chamando o cão de BUNDA e sua mãe falou que se ele não trocasse o nome do cão ela ia dar o cão pro vizinho!
E o Joãozinho continuou chamando ele de BUNDA!
Então sua mãe deu o cão pro vizinho!
Quando seu pai chegou e viu o Joãozinho chorando, ele perguntou: pq você esta chorando meu filho?
Aí o Joãozinho respondeu:A mamãe deu a BUNDA pro vizinho.
O portuguesinho chega em casa pulando de alegria, e diz pro pai:
- Ô pai fudi a tarde inteirinha!
E o portuga, orgulhoso, pergunta pro filho:
- Ora, e tu não estais cansado?
- Claro que não, estais a pensaire que sou burro, eu fiquei o tempo todo deitado de bruços e o Joãozinho
é que fez o vai e vem...
Joãozinho pergunta para o Papai Noel:
- "Papai Noel você rói unha?"
e o Papai Noel responde:
- "rou, rou, rou... "
A professora divide a classe em dois grupos e decide fazer uma disputa de perguntas. Para que Joãozinho não lhe encha o saco, ela o coloca no grupo dos inteligentes. Aproveitando-se disso, ele grita para o outro grupo:
- Nós vamos arrasar com vocês, cambada de idiotas!!!!!!
Começa a disputa...
- Quem descobriu a América?
O grupo de Joãozinho responde: - Cristóvão Colombo!
E o Joãozinho grita: - Eu não falei? Bando de orelhudos, 1 a 0
A professora lhe repreende: - Cala a boca, Joãozinho!!!
Segunda pergunta: - Que idioma se fala na Espanha?
O grupo de Joãozinho responde: - Espanhol, fessora!!!!
E o Joãozinho: - Viram só? Seus filhos duma égua, 2 a 0!!!
A professora lhe repreende: - Cala a boca, Joãozinho!!!
Terceira pergunta: - Como Cristóvão Colombo chegou à América?
O grupo de Joãozinho responde: - Nas caravelas.
Joãozinho, emocionadíssimo, disse: - Eu bem que avisei,seus sacos de merda, 3 a 0!!!
A professora, de saco cheio,grita:
Joãozinho!!! Levanta e sai, porra!!!
Joãozinho responde de imediato:
O pênis, fessora!!!! Show!!!! 4 a 0, seus babacas!!!
A professora, indignada, volta a gritar:
- Joãozinho, sai e não volta mais!!!!!
Joãozinho contente responde:
O cocô, professora!!!! Hahaha, se fuderam, 5 a 0!!!
A professora, não agüentando mais,grita:
Joãozinho, SAI E NÃO VOLTA DENTRO DE UM MÊS!!!
Joãozinho, feliz da vida, responde aos berros:
MENSTRUAÇÃO!!! PUTA QUE PARIU, 6 a 0!!!!!!
GANHAMOOOOOOOSSS!!!!!!!!!
- A professora ta passando lição de casa.
Ai ela pergunta pra menina
- O que é que a ovelha fornece?
- Lã professora,
Ai a professora pergunta pro Zezinho
- O que é que o boi fornece?
- Carne fessora
Ai ela pergunta pro Joãozinho
- O que é que a ovelha fornece?
LIÇÃO DE CASA FESSORA...
Sabendo que seu filho não era chegado em religião, a mãe se espantou ao ver Joãozinho ajoelhado ao lado da cama, de mãos postas, e perguntou:
- O que está fazendo, meu filho?
- Tô rezando pra que o Rio Amazonas vá pra Bahia.
- O rio Amazonas na Bahia? Mas, por que, meu filho?
- Porque foi isso que eu escrevi na prova de Geografia.
Na sala de aula, a professora fala para o Joãozinho:
- Joãozinho, me diz um verbo de ligação:
Então o Joãozinho responde:
- Telefonar, professora!
Um vendedor toca a campainha numa casa. É Joãozinho que atende:
- Bom dia! Posso falar com seu pai?
- Acho que não - responde Joãozinho - ele esta tomando banho.
- Então posso falar com sua mãe?
- Também não. Ela também está tomando banho.
O sujeito insiste:
- Bom, eu vou esperar. Não vai demorar muito...
- Como quiser - responde Joãozinho - só que acho que vai demorar algumas horas.
- É? Por que?
- Porque meu pai pediu o tubo de vaselina e eu lhe dei a Super Bonder!
Joãozinho perguntou para sua mãe:
- No Natal quem traz os presentes é o Papai Noel?
A mãe responde:
- Sim, meu filho!- responde ela.
- Na Páscoa quem traz o ovo é o coelhinho, não é mamãe?
- Sim - disse a mãe.
- Quem traz as crianças é a cegonha, certo mãe?
- Sim, meu filho!
E quem faz comida para a casa é você, não é?
- Sim!
- Então, para que serve aquele traste do meu pai?
Certo dia, o Joãozinho estava andando com sua bicicleta, quando passando em frente a um motel, viu um carro parar na entrada, com um casal dentro. O Joãozinho curioso ficou ouvindo a conversa, quando o homem disse para a mulher:
- Ou dá ou desce!
A mulher respondeu:
- Eu desço.
Então a mulher desceu do carro e se foi a pé, com o homem arrancando com seu carro e indo embora.
O Joãozinho achou aquilo interessante. No outro dia, trouxe a Mariazinha na carona de sua bike, parou em frente ao motel e disse:
- Ou dá ou desce!
Então a Mariazinha olhou pra ele e disse:
- Tá, acho que eu dou!
O Joãozinho, sem saber direito o que fazer, então disse:
- Ah! Então você pega a bicicleta que eu vou a pé.
A professora na sala de aula interpela o Joãozinho:
- Joãozinho, você sabia que existe um país, longe daqui, onde as crianças não tomam banho, não escovam os dentes, não vão à aula e se vestem apenas com um calçãozinho! Você saberia me dizer o nome desse país?
- Claro ‘fessora, é P A R A Í S O!
Joãozinho, muito curioso, pergunta ao vovô:
- Vô, você ainda faz sexo com a vovó ?
- Sim, mas apenas oral.
Joãozinho pergunta:
- Como é sexo oral ?
O avô responde:
- Eu digo "Foda-se", ela responde "Vá tomar no cú!"
A senhora quer fazer o favor de pedir ao seu filho que pare de me imitar?
A mulher ao filho:
- Joãozinho, Eu já disse a você: pare de bancar o bobo.
Na sala de aula, o professor explica sobre a coisa mais antiga do mundo:
- Então, alunos, a coisa mais antiga de que se tem notícia, é o próprio tempo!
E o Joãozinho discorda:
- Acho que não professor. Eu sou mais antigo que o tempo!
E o professor:
- Isto não é possível Joãozinho. Explique-se melhor.
- Lá em casa os meus pais sempre dizem que eu nasci antes do tempo!!!
O assunto da aula era medo. A professora começa a perguntar...
- Pedrinho, do que você tem mais medo?
- Da mula-sem-cabeça, fessora.
- Mas, Pedrinho, a mula-sem-cabeça não existe. É apenas uma lenda... Você não precisa ter medo.
- Mariazinha, do que você tem mais medo?
- Do saci-pererê, fessora.
- Mariazinha o saci-pererê também não existe. É somente outra lenda...
- E você, Joãozinho? Do que tem mais medo?
- Do Mala Men, fessora.
- Mala Men? Nunca ouvi falar... Quem é esse tal de MalaMen?
- Quem é eu também não sei, fessora. Mas toda noite minha mãe diz na oração:
"Não nos deixais cair em tentação, mas livrai-nos do MalaMen."
A professora pergunta pro Joãozinho:
- Do que q você mais gosta.
Joãozinho responde:
- Eu gosto de tu professora...
A professora fica toda contente e na hora do recreio resolve comprar um refrigerante para o Joãozinho.
Ela pergunta qual o refrigerante que você quer Joãozinho?
- TOTA-TOLA FESSORA.
*****
Todo dia na escola a professora ao chegar dizia....Bom dia classe... e o pesssoal respondia ...:Bom diaaaaaaaaaaaaeeeeeeeeeeeee....todo dia a mesma coisa ela: bom dia classe. e o pessoal: Bom diaaaaaaaaaaaaaaaaaeeeeeeeee
Até que um dia joãzinho faltou.
E a professora percebeu que ao falar bom dia classe o pessoal respondeu: Bom diaaaaaaaaaaaa.
Logo deduziu que era o joãozinho que tava fazendo alguma gracinha.
Pois bem, combinou com a classe que no dia seguinte ela iria falar bom dia e todos ficariam em silencio só parar ouvir o Joãozinho responder....
Não deu outra...de manhã a professora: bom dia classe............ e o Joãozinho: FODASEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE..........
Certo dia a Mariazinha chegou pra sua mãe e disse:
-Mamãe, mamãe!!! O piruzinho do Joãozinho parece um amendoinzinho
E a mãe dela achou bonitinho, e disse:
-Ah é filhinha!? é pq é piquinininho???
-Não, é pq é salgadinho!!!
A galera na sala de aula vivia rindo do Joãozinho pq ele falava errado... certo dia a professora passou uma atividade pra turma... tds tinham q falar um verbo pra ela... e foi a professora:
-Mariazinha, qual foi o seu verbo???
E a Mariazinha:
-Amar professora!!!
-Muito bem Mariazinha
-Juquinha, qual foi seu verbo???
E o Juquinha:
-Estudar professora!!!
-Muito bem Juquinha
-E vc Joãozinho???
e qd tds se preparavam pra rir do Joãozinho ele falou:
-Hospedar professora!!!
e tds ficaram impressionados, e a professora disse:
-Muito bem Joãozinho!!! agora forme uma frase com essa palavra!!!
-Hospedar da minha bicicreta é de prastico!!!
A professora chega para o Joãozinho e diz:
- Joãozinho você está muito saliente, eu quero que você faça uma frase que fale sobre:
1º sexo
2º nobreza
3º religião
4º mistério

E o Joãozinho foi fazer a sua frase...e enquanto os outros alunos estavam concentrados fazendo suas frases.....em menos de 1 minuto..o Joãozinho termina.........e a professora:
- Você já terminou, lei para seus colegas
- Comeram o cu da rainha, meu Deus....quem será!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Em uma cidade, o dono do circo resolveu criar um desafio... No meio do espetáculo ele anuncia para a platéia:
- Pagaremos R$ 30 Milhões para quem executar as 3 tarefas impossíveis:
1. Fazer nosso elefante saltitar
2. Fazer nosso elefante sentar
3. Fazer nosso elefante FALAR
De repente levanta o Joãozinho:
- Eu faço, mas tem que apagar a luz...
Meio ressabiado, o dono do circo chama o Joãozinho para o palco, manda trazerem o elefante e diz para apagarem a luz... Quando a luz apagou o Joãozinho da o maior chute nos ovos do elefante e pede para acender a luz, o elefante está saltitando de dor..
- Agora a 2a. tarefa - pede o dono...
- Apaga a luz - disse o Joãozinho.
Ele então deu uma paulada com um taco golfe nos ovos do elefante que agora sentou de tanta dor...
Aplausos do pessoal!!!...
- Agora a 3a. tarefa - diz o dono...
- Apaga a luz - pediu o Joãozinho.
- APAGA PORRA NENHUMA - disse o elefante!!!...
Joãozinho foi trabalhar numa farmácia e no seu primeiro dia entra um freguês.
- Você tem viagra?
- Temos sim senhor e foi buscar a caixa.
- Esse viagra é bom?
- É o melhor que temos.
- Quanto custa?
- Um momento por favor.
Joãozinho se dirigiu ao gerente e obtêm como resposta o valor de EUR 89,00.
Ao retornar ao balcão percebeu que o freguês tinha se evadido levando consigo a caixa de viagra.
Joãozinho vai até o gerente explicar o ocorrido e sensibilizado por ser seu primeiro dia decidem dividir entre os dois o prejuízo, assim ninguém seria mandado embora.
À tarde, entra um novo freguês.
- Você tem viagra?
- Temos sim senhor e foi buscar a caixa.
- Quanto custa?
- EUR 89,00.
- Esse viagra é bom?
- Se é bom?!
- Hoje de manhã veio um freguês e levou uma caixa desse viagra e sem tomar nenhum fodeu dois.
O Joãozinho conversando com seus amiguinhos:
- Sabem eu gostaria de morrer igual ao meu avô, dormindo, sem sentir nada; e não gritando desesperados, ensangüentados como os passageiros do ônibus que ele dirigia!!!
*****
A professora perguntou para o Joãozinho:
- Diz aí dois pronomes.
- Quem? Eu?
- Está certo. Muito bem.
A professora como lição de casa pede para os alunos trazerem no dia seguinte como lição de casa coisas de
chupar. No dia seguinte ela pergunta a Aninha que responde:
- Pirulito, professora.
E a professora responde:
- Muito bem Aninha, pirulito é de chupar.
A professora faz a mesma pergunta para o Marquinhos. E ele responde:
- Sorvete, professora.
- Muito bem Marquinhos, sorvete é de chupar.
E finalmente faz a mesma pergunta para o Joãozinho, o capetinha da escola, e ele responde:
- Cueca, fessora.
E a professora indignada, diz:
- O que é isso, Joãozinho? Cueca não é de chupar.
E Joãozinho bravo retruca:
- Claro que é! Ontem mesmo eu ouvi minha mãe dizer para o meu pai: "Tira a cueca que eu quero chupar"!
A professora como lição de casa pede para os alunos trazerem no dia seguinte como lição de casa coisas de
chupar. No dia seguinte ela pergunta a Aninha que responde:
- Pirulito, professora.
E a professora responde:
- Muito bem Aninha, pirulito é de chupar.
A professora faz a mesma pergunta para o Marquinhos. E ele responde:
- Sorvete, professora.
- Muito bem marquinhos, sorvete é de chupar.
E finalmente faz a mesma pergunta para o Joãozinho, o capetinha da escola, e ele responde:
- Cueca, fessora.
E a professora indignada, diz:
- O que é isso, Joãozinho? Cueca não é de chupar.
E Joãozinho bravo retruca:
- Claro que é! Ontem mesmo eu ouvi minha mãe dizer para o meu pai: "Tira a cueca que eu quero chupar"!
O professor chegou para Joãozinho e perguntou:
- Joãozinho, em quantas partes podemos dividir um crânio?
E o Joãozinho responde:
- Depende da porrada né professor...
A professora, na sala de aula:
- Se eu digo "fui bonita" é passado. Se digo "sou
bonita" o que é Joãozinho?
- É mentira...
Uma mulher viaja por dois dias para visitar uma amiga doente e, quando ela volta ao apartamento, o seu filho Joãozinho a abraça dizendo:
- Mamãe, mamãe, adivinha o que aconteceu? Ontem, enquanto eu estava brincando dentro do seu armário, o papai entrou no quarto com a vizinha, eles tiraram a roupa, deitaram na cama, o papai pulou em cima dela e.......
A mãe cobre a boca do menino com a mão e diz:
- Não diga mais nada agora, meu filho. Vamos esperar seu pai voltar e você repete isso, ok?
O pai volta do trabalho e a mulher lhe joga na cara:
- Vou embora. Vou fazer as malas e vou embora.
- Mas por que???
A mãe volta-se para o Joãozinho e diz:
- Fala, filho. Conta pra ele o que você me falou.
E o garotinho:
- Ontem, enquanto eu estava brincando dentro do seu armário, o papai entrou no quarto com a vizinha, eles tiraram a roupa, deitaram na cama, o papai pulou em cima dela e eles fizeram igualzinho a você e o tio Roberto, quando o papai viajou no mês passado.
Joãozinho foi visitar o primo recém-nascido. No caminho, sua mãe foi prevenindo:
- Seu primo nasceu sem orelhas. Não faça piadas a respeito, ou você vai ficar de castigo!
Joãozinho prometeu se comportar. No quarto ele olhou para o priminho sem orelhas, muito compenetrado, e falou assim para a tia:
- Estou rezando para que meu priminho tenha uma ótima visão.
A tia ficou encantada.
- Mas que menino mais atencioso! Preocupado com os olhos do priminho...
- É, porque se ele tiver que usar óculos está fudido!
Joãozinho estava com vontade de mijar e entrando no banheiro deu de cara com um corcunda. Mijando a seu lado começou a conversar.
Joãozinho:
Nossa moço, que mastro bonito vc tem.
Corcunda:
Sai fora muleque!!!
Joãozinho:
Não se preocupe, não sou viado! É que seu cacete é realmente muito bonito. Se tivesse um desses chuparia o dia todo!!!
Corcunda:
POR QUE VC ACHA QUE SOU CORCUNDA??????
O Joãozinho tinha ganho um arco e flecha de Natal, e estava brincando. De repente, uma das flechas caiu no pátio da vizinha mais chata do bairro. O Joãozinho foi até a casa da velha chata, e pediu:
- Tia, posso entrar no pátio pra pegar minha flecha de volta?
- Não, Joãozinho, deixa que eu pego!
E o Joãozinho:
- Não se preocupe tia, deixa que eu pego!
E a velha chata:
- Já disse que não menino, me diz onde está a flecha que eu vou pegar pra vc.
E o Joãozinho:
- Tá bom. A flecha tá ali cravada no seu gato!
Sala de aula, a professora passa a tarefa:
Crianças...vamos brincar de O que é o que é:
Professora:
Mariazinha, o que tem 4 patas, bigode, adora andar no telhado e tem uma azeitona no nariz???
Mariazinha:
Azeitona no nariz??? Não sei não fessora.
Professora:
É um gato!!! A azeitona eu coloquei só pra complicar.
Vandergleison, o que tem bico comprido, uma alça para segurar, serve bebidas quentes e tem um pêssego embaixo???
Vandergleison:
Pêssego embaixo??? Não sei não fessora!
Professora:
É um bule..o pêssego foi só pra complicar!
Joãozinho! Faça comigo agora!

Joãozinho:
Eu que faço???? (falando baixinho) a fessora vai se foder agora!!!!
Fessora? O que é comprido, roliço, tem a ponta vermelha, duas bolas embaixo e as mulheres adoram coloca na boca????
Professora:
Expulso da sala, já!!!!!!
Joãozinho:
Calma fessora! É o Batom, as bolas eu coloquei só pra complica!!!!!!!!!!!!!
Preocupado, Joãozinho fala para a mãe:
- Mamãe, na escola me chamaram de mafioso.
- Amanhã mesmo vou resolver isso meu filho...
- Bem... mas faça tudo parecer um acidente, mamãe...
Em uma aula de português a professora pede para q os alunos façam uma rima com a palavra urubu..
Depois de uns vinte minutos a professora pergunta para a Mariazinha:
- Mariazinha como ficou sua rima??
- O urubu viaja sempre para o sul! - Responde a garota.
- Muito bem Mariazinha! - Responde a Professora
-E você Juquinha?? - Pergunta a professora
- O urubu come bicho cru! - Responde o menino
- Muito bem! - Fala a professora
- E você Joãozinho?? Como ficou sua rima??
- O urubu tem pena no cú!
- Que é isso menino!Se em um segundo você não mudar isso vai levar zero!
Ai Joãozinho prontamente respondeu:
-O urubu tem pena no pé...
A professora zangada falou:
- Onde está a rima?? Vai levar zero!
Joãozinho responde:
- Calma professora! Ainda não terminei.
- Está bem..Continue...
- Urubu tem pena no pé. Porque no cú a professora não quer!
Antes do Joãozinho entrar na sala de aula a professora fala para as meninas da turma:
- Meninas...Sempre que o Joãozinho falar um palavrão vocês vão sair de sala está bem?
- Está bem professora.
A aula começa e a professora pergunta para a Mariazinha:
- Mariazinha o que está sendo construindo perto da sua casa?
- Um supermercado professora.
Responde a garota
A professora logo pergunta para o Juquinha:
- Juquinha o que está sendo construído perto da sua casa?
- Um hospital professora.
Responde o menino
Em seguida, a professora pergunta para o Joãozinho:
- Joãozinho o que está sendo construído perto da sua casa?
- Um puteiro professora.
Como combinado as meninas saem de sala e o Joãozinho grita:
- Calma suas putas! Ainda não abriu!
Na aula de Química, o professor de Joãozinho leva dois tubos de ensaio. Um ele enche de água e o outro com cerveja. Em seguida coloca um verme no tubo da cerveja e outro no tubo da água. O verme que foi colocado na água nada como se fosse um peixe e o que está na cerveja afunda e morre. Em seguida o professor pergunta:
- E então classe, o que vocês aprenderam com isso?
O Joãozinho logo levanta a mão e responde:
- Beba muita cerveja! Assim você não terá vermes!
O Joãozinho entra no quarto e pega seu pai colocando uma camisinha. O pai de Joãozinho, muito embaraçado, tenta esconder a sua ereção e a camisinha, abaixando-se para olhar embaixo da cama.
Joãozinho pergunta:
- O que você está fazendo, papai?
O pai responde:
- Eu acho que vi um rato embaixo da cama.
Joãozinho retruca:
- O que o Senhor vai fazer? Comer o cu dele?
Uma vez na sala de aula a professora escorregou então perguntou.
- Mario o que você viu?
- Eu vi sua coxa professora...
- Um dia de suspensão!
- Juca que você viu?
- Eu vi seu joelho professora...
- Meia-hora de suspensão!
- E você Joãozinho?
- Falou pessoal ate o ano que vem
Por hj é só ai Patrick desculpe por oculpar vários espaço blz mais vc sabe o Juãozinho é o cara hehehe até a próxima fuiiiii
A professora pergunta:
- Do que você mais gosta, Aninha ?
- Da mamãe!
- E você, Paulinho?
- Do papai!
- E você, Joãozinho?
- De xoxota!
- Menino mal educado, você está de castigo! Vá pra casa e escreva 100 vezes: "eu não devo mais falar palavrão".
No dia seguinte a professora pergunta:
- Joãozinho, você contou pro papai o que você disse ontem na aula?
- Contei!
- E o que ele disse?
- Ele disse que cú também é uma delicia!
A turma da primeira série da escola vai receber a visita do Secretário de Educação e a professora não se preocupa com nada, exceto com Joãozinho que era o garoto mais desbocado da sala.
Quando o homem chega, faz perguntas de praxe para os alunos: pergunta se eles já sabem ler, se gostam da professora, se são alunos obedientes etc, etc...
Para azar da professora, ele se dirige para o Joãozinho e pergunta:
- E você, já sabe ler, garoto?
- Sim senhor! - responde ele, fingindo ser um garoto de boas maneiras.
- E qual a palavra mais bonita que você aprendeu?
A professora começa a tremer e suar frio, esperando pelo pior. E Joãozinho pensa, pensa e responde:
- Cubanos!
A professora respira aliviada e o Secretário fica curioso:
- Muito bem, garoto... Mas por que "Cubanos"?
- Porque começa com "cu", acaba com "ânus" e ninguém me tira da cabeça que esse B do meio é de "boceta"!
Joãozinho conversava com seu amigo Juquinha:
- Você não sabe o que eu descobri! - disse Juquinha empolgado - Todos os adultos têm um segredo e nós podemos nos aproveitar disso...
- Como assim? - perguntou Joãozinho.
- Cara, é só a gente chegar pra algum adulto e dizer "Eu sei de toda a verdade". Pronto! Eles dão dinheiro pra gente, doces, qualquer coisa...
Joãozinho ficou muito empolgado com a idéia e foi pra casa. Encontrando a mãe, colocou o plano em prática:
- Mãe... Eu sei de toda a verdade!
A mãe ficou atordoada, deu cinco reais ao garoto e disse:
- Pelo amor de Deus! Não diz nada pro seu pai!
Joãozinho não via a hora do seu pai chegar do trabalho. Quando ele apareceu na porta, Joãozinho já foi dizendo:
- Eu sei de toda a verdade!
- Toma aqui dez reais, filho! Mas não conta nada pra sua mãe, tá?
Radiante com a possibilidade de ficar rico com essa tática, Joãozinho foi pra rua fazer fortuna. A primeira pessoa que ele viu foi o carteiro. E já foi logo dizendo:
- Eu sei de toda a verdade!
O carteiro deixou a bolsa cheia de cartas cair no chão, se ajoelhou e disse:
- Então dá um abraço aqui, filhão!!!
O Joãozinho tinha fama de ter a cara muito parecida com um cú. Todo dia quando andava na rua seus amiguinhos gritavam:
- Cara de cú!!!!
Continuava sua caminhada e também recebia xingamentos dos adultos:
- Olha que menino com cara de cú!!
Até que um dia o Joãozinho triste já caindo na depressão perguntou da sua mãe:
- Mãe, eu tenho cara de cú?!?
A Mãe (toda protetora):
- Claro que não meu filho, você tem a carinha mais bonita do mundo... seu rosto é muito bonito meu filho... dê mais valor a ele!
Então Joãozinho todo feliz e alegre sai de sua casa e vai dar uma caminhada na rua mostrando sua cara para todo mundo. Sai de nariz empinado pois estava muito feliz, não se considerava mais cara de cú. De repente em sua caminhada ele vê um bueiro de esgoto que estava aberto e foi olhar pra ver se tinha alguém trabalhando. Joãozinho olha pra baixo e vê um operário. O trabalhador assustado fala:
- Ei menino seu mal criado não caga aí não!!!!
A professora diz pra classe:
- Crianças, hoje vamos formar uma frase com a palavra PROVAVELMENTE. Primeiro você, Mariazinha.
- Eu fui brincar com a minha boneca, mas ela não estava no armário. PROVAVELMENTE, minha irmazinha tinha tirado ela de lá !!
- Muito bem ... Agora você, Paulinho!
- Eu fui brincar com a minha bola de futebol e ela tava murcha. PROVAVELMENTE, ela estava sem ar dentro!
- Muito bem !
Ai' ela olhou pro Joãozinho, que era o capetinha da turma, e disse:
- Sua vez, Joãozinho!
- Meu pai pegou a revista TIME LIFE e entrou no banheiro. PROVAVELMENTE ele foi mijar, porque ele não manja porra nenhuma de inglês !!!
-Estava a professora a falar de amor e pede aos seus alunos para darem exemplo de atos de amor.
-A Mariazinha apresenta o seguinte:
No dia do aniversario da minha avo, o vovô deu a ela uma caixa de bombons!
-O Ricardo conta:
Um dia meu pai chegou em casa com um ramalhete de flores e o deu a minha mãe.
Nisto o Joãozinho pede a palavra de diz:
Um dia destes o meu vizinho chegou de moto nova e começou a paquerar a minha prima. Papo vai, papo vem e ele convenceu-a a irem dar uma volta de moto. A minha prima subiu na máquina e la foram eles rua abaixo.
- A professora já ficando impaciente pergunta: mas onde esta o ato de amor desta história?
- O Joãozinho, retruca, mas eu ainda não acabei! e continua:
No fim da rua ele virou a moto em direção a rua principal, mas não percebeu que ele entrou na contra mão! Repentinamente ele se vê com sua mota em frente de um big caminhão. No desespero ele esterca tudo para a esquerda, desvia-se do caminho mas cai num barranco que existia ao lado da rua.
- A professora já irritada retruca, mas Joãozinho eu não vi o ato de amor desta história.
O Joãozinho prontamente retruca:
O ATO DE AMOR EU TAMBEM NÃO VI, MAS QUE ELES SE FODERAM, SE FODERAM!!
Na sala de aula:
- Joãozinho análise a frase: Ha uma mulher olhando pela janela , é singular ou plural?
-Singular.
-Muito bem. Agora você Joãozinho: Há varias mulheres olhando pela janela , o que eh?
-Zona.
A mãe de Joãozinho volta à casa da clínica onde teve um gêmeos e é recebida por Joãozinho:
- Mamãe, mamãe! Eu contei para a professora que tive um irmãozinho e ela me liberou das últimas três horas de aula!
- E por que você não contou que eram dois irmãozinhos? - perguntou a mãe.
- Eu não sou trouxa, mãe! O outro irmãozinho eu reservei pra semana que vem!
No 1º dia de aula, a professora pergunta aos alunos:
- Joãozinho, qual é a profissão da sua mãe?
- Empregada de escritório, professora.
- E sua mãe, Chiquinho, o que ela faz?
- A minha mãe? A minha mãe é substituta.
- Desculpa, não entendi, Chiquinho!
- Substituta! - repete Chiquinho.
- Essa profissão não existe, Chiquinho. Por favor, explica o que sua mãe faz!
- Bem, ela fica numa esquina, aí vêm uns senhores que lhe dão dinheiro, ela entra com eles para um quarto do Hotel e, passados uns quinze minutos, os senhores saem apertando o cinto da calça...
- Mas Chiquinho, diz a professora espantada, a sua mãe não é "Substituta", é "Prostituta"!
- Não, não! Puta é a minha tia que está doente. A minha mãe está cuidando do ponto dela...
Ao acordar, durante a noite, Joãozinho escuta alguns gemidos vindos do quarto ao lado. Curioso, levanta-se, pé-ante-pé vai até o quarto e espia pelo buraco da fechadura. Vê a mãe, de quatro na cama, bunda pra cima, dizendo:
- Vai meu tesão, eu quero um filho... eu quero um filho agora!
No dia seguinte, após o almoço, Joãozinho se aproxima do pai, abaixa as calças, fica de quatro, empina a bunda e diz:
- Vai meu tesão, eu quero uma bicicleta... eu quero uma bicicleta agora!
No baile beneficente do colégio Joãozinho resolve tirar a irmã de uma das professoras para dançar:
- A senhorita poderia me dar o prazer desta dança? - convida ele, cheio de galanteios.
- Eu não danço com criança! - responde ela, secamente.
E ele, sem perder o rebolado:
- Mil perdões, eu não sabia que a senhora esta grávida!
Durante a aula de catequese, a catequista indaga ao Joãozinho:
- Qual foi o pecado de Adão?
- Ele comeu o fruto proibido.
- E qual foi o castigo?
- Ele teve que se casar com Eva...
O médico mal-humorado indagou ao Joãozinho:
- Todos tem mania de se automedicar. Você, por exemplo: o que fez antes de vir aqui?
- Passei na farmácia. - respondeu o menino.
- É? E qual foi a prescrição idiota que o cretino do farmacêutico te deu?
- Ele me aconselhou vir aqui te procurar.
A professora pergunta ao Joãozinho o que ele quer ser quando crescer, a resposta é imediata:
- Quero ser soldado professora!!
- Mas e se o inimigo te matar? pergunta a professora.
- É mesmo...então eu quero ser o inimigo.
O Joãozinho perguntou para a professora:
- Professora coração tem pernas?
A professora respondeu:
- Não.
- Então porque toda noite meu pai fala: abra as pernas coração.
Durante o jantar, Joãozinho conversa com a mãe:
- Mamãe, por que é que o papai é careca?
- Ora, filhinho... Porque ele tem muitas coisas para pensar e é muito inteligente!
- Então, por que é que você tem tanto cabelo?
- Cala a boca e come a sopa, menino!
*****
Próximo ao natal, Joãozinho resolveu escrever uma carta pro papai Noel pedindo uma bicicleta.
"Papai Noel...
fui um ótimo garoto este ano, ajudei meu pai, minha mãe e até meu irmãozinho, quero uma bicicleta".
Então parou e pensou:
- Ele não vai acreditar, vou refazer a carta.
"Papai Noel, sei que não fui muito bom este ano, mas acho que ainda mereço uma bicicleta".
Não satisfeito, ele joga a carta fora, vai até o presépio, pega a imagem de Maria, coloca dentro do
sapato e escreve a seguinte carta:
- Jesus, estou com sua mãe, se quiser vê-la inteira de novo, mande papai Noel me dar uma bicicleta.
O diretor chamou o pai do Joãozinho na escola e disse:
- Queria me desculpar, senhor, mas seu filho Joãozinho cola nas provas.
- Meu filho? Impossível?
- Eu tenho como prová-lo. Aqui está um teste de História do seu filho Joãozinho e outro do colega dele, Henrique. Vamos a primeira questão:
- "Quem veio depois de Napoleão?". Henrique respondeu: "Luis 17" e Joãozinho respondeu: "Luis 17".
- Mas foi Luis 18!
- Eu sei. Vamos então a segunda pergunta: "Onde Napoleão conseguiu sua maior vitória?". Henrique respondeu: "Waterloo" e Joãozinho respondeu: "Waterloo".
- Olha, meu senhor, isso não prova nada...
- Tudo bem, vamos então a última pergunta: "Onde Napoleão morreu?". Henrique respondeu: "Não sei" e Joãozinho respondeu: "Nem eu!".
O sujeito estava jantando em um restaurante com a sua mulher e um casal de filhos quando na hora de pedir a conta ele disse ao garçom:
- Por favor amigo... Embrulhe a carne que sobrou que nós vamos levar para o nosso cachorro!
E então os filhos começaram a gritar:
- Oba!!! O papai vai comprar um cachorro pra gente!
Joãozinho chega em casa e entrega para a mãe um bilhete com um recado da professora: “D. Marta, o seu filho é um menino muito inteligente, mas tem um problema seríssimo: ele passa o tempo todo se insinuando para as garotas.”
Então a mãe escreve na parte de baixo: “Dona Julieta, se a senhora encontrar uma solução para esse problema, por favor me diga qual é, pois tenho o mesmo problema com o pai dele!”
A mãe ralhava com o garoto:
- Joãozinho, tira o dedo do nariz!
Dois minutos depois:
- Joãozinho, tira o dedo do nariz do seu avô!
Logo depois:
- Joãozinho, se você não tirar o dedo do nariz do seu avô, eu fecho o caixão e tiro você do velório!
Um sujeito está andando na calçada quando ele vê na sua frente Joãozinho com um chapéu de bombeiro sentado num carrinho vermelho que está sendo puxado devagarzinho por um grande cão Labrador.
Chegando mais próximo, ele vê que Joãozinho está segurando uma corda amarrada nos testículos do cachorro, o que explica por que ele se movimenta tão devagar.
Sorrindo, o sujeito fala a Joãozinho:
- Você tem um bonito carro de bombeiro, filho. Mas você poderia ir mais rápido se pusesse a corda no pescoço do cachorro.
- Eu sei - responde Joãozinho - mas aí eu ia ficar sem a sirene!
Cenário: "Pai trabalhador (P) e filho estudante ()Joãozinho = J) dentro do carro a caminho da escola"
J: - Pai, já que roubaram o som do carro vamos conversar um pouco?
P: - Claro, filho!
J: - Pai, o que é inclusão social?
P: - Bom, filho, é que muitas pessoas têm muito e outras nada têm, a inclusão consiste em dar direitos
iguais a todos.
J: - Ah, tá!; os integrantes do MST são um exemplo de excluídos né?
P: - Isso, filho.
J: - Pai, o que eu devo ser quando crescer?
P: - Bom, primeiro escolha uma profissão que você goste, depois estude muito, mas muito mesmo e depois
trabalhe muito mais, dia e noite, só assim você será alguém na vida. (atrasados para a escola, o pai pára
sobre a faixa de pedestres e é multado, além de ser maltratado pelo policial)
J: - Pai, o que houve?
P: - Fomos multados, filho.
J: - Mas por que?
P: - Porque estávamos bloqueando a passagem filho. (um pouco adiante o trânsito pára; a marcha do MST está passando)
J: - Pai, por que eles estão bloqueando nosso caminho?
P: - É a marca do MST, filho.
J: - Ah tá, e aqueles policiais estão multando eles, né?
P: - Não, filho, estão escoltando eles.
J: - Ué, mas nós estávamos bloqueando a passagem e fomos multados e maltratados, e eles estão bloqueando
tudo e são escoltados?
P: (silêncio)
J: - E o que é aquilo ali?
P: - É o refeitório deles.
J: - Ah, sei, lá eles gastam aqueles vales-refeição igual ao seu, que a pessoa ganha da empresa na qual
trabalha.
P: - Não, filho, o governo paga a alimentação pra eles.
J: - Ué, e por que não paga pra você também?
P: (silêncio)
J: - E aquela ambulância lá? Ah, já sei! é por causa do plano de saúde que eles pagam, né? como você,
paga pra poder ter assistência médica, né?
P: - Não, filho, eles não pagam plano de saúde.
J: - Ué, não entendi.
P: - É o governo que está pagando essas ambulâncias que você está vendo.
J: - E por que você paga plano de saúde então?
P: (silêncio)
J: - Por que a maioria deles está com rádio?
P: - Porque o governo doou 10.000 radinhos pra eles se comunicarem.
J: - Pôo! e a gente sem som no carro, e você fala que precisa trabalhar pra comprar outro; vamos pedir pro governo então.
P: - Eles não nos dariam, filho.
J: - Ah, já sei. Você reclama que paga 40% de tudo que ganha pro governo, mas com certeza eles pagam muito mais né? Eles têm todas essas regalias.
P: - Não, filho, eles não pagam nada.
J: - Como assim?
P: (pensativo, em silêncio).
J: - Pai, quero parar pra falar com eles.
P: - Não adianta, filho, eles só falam através de assessor de imprensa.
J: - Que legal! vamos contratar um assessor de imprensa pra nós, pai?
P: - Filho, isso é muito caro, eu precisaria trabalhar o triplo do que trabalho pra poder pagar um assessor de imprensa.
J: - Mas eles nem trabalham e têm?
P: - Mas é o governo que paga filho.
J: - Pai, não foram eles que invadiram um prédio público e fizeram a maior bagunça?
P: - Foram sim, filho.
J: - E o que aconteceu com eles:
P: - Nada, filho.
J: - E por que eu fiquei de castigo e levei uma baita bronca porque quebrei a lâmpada do poste jogando bola.
P: - Porque você tem que cuidar e respeitar o patrimônio público, filho.
J: - E eles não precisam?
P: (silêncio)
J: - Pai! vamos com eles?
P: - Claro que não, filho, você precisa estudar e eu preciso trabalhar.
J: - O QUE? PODE PARAR, EU VOU COM ELES, APRENDI QUE OS EXCLUÍDOS SOMOS NÓS; EU QUERO A MINHA INCLUSÃO SOCIAL JÁ!!! (o menino desce do carro e se junta à passeata)
Pai: (silêncio e lágrimas).
A professora pergunta para a Mariazinha:
- Qual a capital de Sergipe?
Depois de pensar um pouquinho, ela responde:
- Não sei, professora!
E a professora:
- Eu vou lhe dar uma dica: uma parte do nome é uma coisa que a gente come.
Ela pensa mais um pouquinho.
- Já sei! Aracaju!
- Isso mesmo! Parabéns!
E o Joãozinho:
- Eu pensei que fosse Cuiabá, professora!
Na sala de aula, a professora explica a matéria e observa que o Joãozinho não está prestando atenção porque brinca com uma mosca. Espantada, a professora senta na cadeira e olha Joãozinho brincar com a mosca. Ele
ergue o dedo da mão para cima, espera um pouco e a mosca pousa bem no seu dedo. Curiosa, quando termina a aula, a professora pede ao Joãozinho que espere um pouco, e pergunta a ele:
- Joãozinho como você consegue fazer isso, controlar a mosca? Eu não consigo...
A professora põe a mão sobre a mesa, levanta o dedo e espera a mosca, mas o bicho não vem.
- Tá vendo, não consigo, diz a professora.
Joãozinho dá uma risadinha e explica:
- Ah, fesssora, se você não enfiar o dedo no cú ela não vem mesmo... "
A professora para Joãozinho:
- Se eu digo foi bonita é passado, e se eu digo sou bonita?
- É mentira professora.
O Joãozinho chega pro pai e diz:
- Paiê...o senhor é o diabo?
- Que é isso meu filho. De onde você tirou essa idéia absurda??
- É que quando o senhor sai de casa, a mamãe grita para o vizinho: Pode entrar que o "chifrudo" saiu!
Marieta, uma menina muito feia, estava na aula quieta até que chegou Joãozinho, o menino boa pinta da aula,
sentou-se do lado dela. Marieta estava super nervosa, então Joãozinho perguntou:
- Você tem telefone, Marieta ?
Marieta toda emocionada respondeu:
- Tenho sim.
E Joãozinho respondeu:
- Então vende pra fazer uma plástica.
Joãozinho, depois de ter passado a noite vigiando a irmã que namorava no sofá da sala, conta para a mãe
tudo o que viu:
- Mãe, a Suzana e o namorado apagaram a maior parte das luzes e sentaram-se. Ele ficou perto e começou a
abraçá-la. A Suzana deve ter começado a ficar doente visto que sua face começou a ficar vermelha. O namorado deve ter percebido e colocou-lhe a mão por dentro da camisa para sentir o coração, demorando,
porém, muito tempo a encontrá-lo. Penso que ele também começou a ficar doente, porque ambos começaram a arfar e ficar sem respiração. A outra mão dele também devia estar fria, porque ele meteu-a por baixo da saia de Suzana, que começou a escorregar para o fundo do sofá e a dizer que estava muito quente. Depois de algum tempo, consegui ver o que realmente estava a provocar aquela doença: Uma enguia enorme tinha saltado das calças dele. Deveria ter uns 17cm de comprimento, a maior que já tinha visto até aquele dia. Assim que avistou-a, Suzana agarro-a para impedir que fugisse. De repente, não sei por que, Suzana ficou brava e tentou matá-la comendo-lhe a cabeça, mas parece que não conseguiu e ainda deixou-a escapar. Nisso o namorado dela tirou um saco plástico do bolso e enfiou a enguia dentro, para que ela não tornasse a escapar. Ao ver isso, Suzana tentou ajudá-lo deitando-se de costas e prendendo a enguia entre suas pernas enquanto o namorado deitava por cima dela. Nisso a enguia começou a se debater, mas eles corajosamente tentavam esmagá-la entre eles. Suzana gemia, gritava e o namorado quase virava o sofá de tanto esforço. Passando algum tempo, ambos continuavam a gemer, a mexer até que soltaram um grande suspiro de alívio. O namorado dela levantou-se e por certo tinha matado a enguia. Eu sei que estava morta porque a vi dependurada. A Suzana e o namorado estavam cansados da batalha e sentaram-se no sofá e começaram a
confortar-se um ao outro. Para animá-la, ele começou a beija-la e, diabos me levem se a enguia que estava morta, não voltou a saltar e a luta começou novamente. Mãe, eu penso que as enguias são como os gatos, tem sete vidas ou mais! Desta vez, Suzana colocou-se por cima dele e tentou matar a enguia sentando-se nela. Depois de uma luta de 35 minutos, acabaram finalmente por matar a enguia. Eu sei que desta vez ela morreu,
porque vi o namorado de Suzana esfolá-la e jogar a pele pela janela.
Joãozinho tinha uma cabeça enorme. Um dia seu pai mandou ele ir buscar a carga que ele tinha encomendado:
- Meu filho vai buscar a minha encomenda.
- Mas, pai, eu tenho um cabeção e todos vão zombar de mim.
- Mas filho você tem uma cabecinha tão pequenininha.
Joãozinho ficou contente e falou:
- Tá bom pai, o que é esta encomenda?
- São apenas 20 pêras, 60 maçãs, 40 bananas, 50 pães...
- Mas, pai, como é que eu vou carregar tudo isso?
- Leva no seu bonezinho, filho...
Joãozinho, volta da aula de catecismo e pergunta para o pai:
- Pai. Porque é, que Jesus quando ressuscitou, apareceu primeiro para as mulheres e não para os homens?
- Sei, não, meu filho! Vai ver que é porque ele queria, que a notícia se espalhasse mais depressa!
A professora combinou com as meninas da sala para dar um troco no Joãozinho. Na próxima vez que ele fizesse uma gracinha todas sairiam correndo da sala. Dia normal, a professora pergunta:
- O que você quer ser quando crescer Joãozinho?
- Dono de um puteiro.
Imediatamente as garotas saem correndo...
- Péra ai suas putas. As inscrições ainda não estão abertas!!!
Garoto entra no confessionário e fala para o padre:
- Cometi um pecado muito grande, seu padre...
- Diga, meu filho...
- Comi minha prima! O senhor sabe como é né, padre... A vida vai, a vida vem...
Se eu não comer a minha prima não como ninguém!
- Reze 50 pai-nossos e 40 ave-marias...
No dia seguinte, lá vem o garoto de novo:
- Cometi outro pecado, seu padre! Comi minha irmã!
- Sua irmã? — perguntou o padre, assustado.
O senhor sabe né, padre... A vida vai, a vida vem... Se eu não comer a minha irmã não como ninguém!
E tome mais penitência!
No outro dia:
- Agora foi a minha mãe, seu padre...
Muito impressionado com a ousadia do garoto o padre ainda teve que escutar a mesma ladainha:
- A vida vai, a vida vem... Se eu não comer a minha mãe não como ninguém!
E no dia seguinte não é que o garoto apareceu de novo?
Assim que o padre o viu, correu pro alto da torre da igreja. Mas não conseguiu despistar o garoto que o viu e gritou lá de baixo:
- Seu padre! O que o senhor está fazendo aí em cima?
- Você sabe né, meu filho... A vida vai, a vida vem... Se eu não me esconder aqui você me come também!
Dia de prova oral. A professora chama o primeiro aluno e explica as regras:
- Joãozinho! Não sei se você conhece as regras, mas na prova oral você não pode olhar para os lados, nem consultar nenhum material.
- Pra cada pergunta que eu fizer a sua resposta tem que ser oral. Entendeu?
- Entendi, fessora...
- Então vamos começar: quem descobriu o Brasil?
- Oral...
Como lição de casa a professora pede aos alunos para fazerem uma rima. No dia seguinte...
- Diga sua rima Joãozinho: — manda a professora.
- Lavem o canguru com a flor no cu.
A professora, indiguinada, pede para ele refazer. No final da aula, Joãozinho apresenta seu trabalho:
- Lavem o canguru com a flor na bochecha porque no cu a professora não deixa.
Muito decepcionada com as atitudes do filho, Dona Antônia, uma mulher muito religiosa, foi pedir auxílio ao padre da paróquia que freqüentava.
- Ai, padre! Eu não sei mais o que eu faço com o meu Joãozinho! Ele anda falando muitos nomes feios!
- Hum... Acho que tenho uma solução, Dona Antônia! A senhora anota em um bloquinho todos os palavrões que ele disser e, no final do mês, faça ele doar para a igreja dez centavos por cada palavrão! Assim ele vai aprender a se controlar...
- Ótima idéia, padre! — disse ela, animada — Vou começar hoje mesmo!

E voltou para casa, confiante. Um mês depois o padre foi até a casa dela e perguntou:
- Então, Dona Antônia? O garoto falou muitos nomes feios?
- Bastante, padre... Eu até já fiz as contas e deu nove reais e noventa centavos.
Então Joãozinho apareceu com cara de poucos amigos, tirou uma nota de dez reais da carteira e entregou ao padre, que disse:
- Muito bem... Mas infelizmente eu não tenho 10 centavos pra te dar de troco agora, Joãozinho...
- Ah, então o senhor vai tomar no cu e fica tudo certo!
Durante a aula, a professora lança um desafio aos alunos:
- Zezinho, se você estivesse namorando uma moça fina e educada e, durante um jantar com ela, você precisasse ir ao banheiro, o que você diria?
- Ahhh, professora... Eu diria pra ela: Segura aí que eu vou dar uma mijadinha!
- Que feio, Zezinho! Uma completa falta de educação com uma dama... E você, Juquinha?
- Eu diria: Me desculpe, mas preciso ir ao banheiro... Espera aí que eu já volto!
- Melhorou, mas ainda tá ruim... Joãozinho, o que você diria?
- Ahhh... Eu diria: Minha prezada senhorita, peço licença para ausentar-me por um momento, pois vou estender a mão a um grande amigo que pretendo lhe apresentar depois do jantar!
A professora chama o Joãozinho para uma conversa:
- Joãozinho, lembra que eu mandei escrever uma redação com o tema meu cãozinho de estimação?
- Lembro sim, professora e eu caprichei na minha.
- Caprichou, é? Acontece que a sua redação está igualzinha a da sua irmã!
- Lógico, professora! É o mesmo cachorro!
A professora pergunta para a Mariazinha:
- Mariazinha, me dê um exemplo de verbo.
- Bicicreta! - respondeu a menina.
- Não se diz "bicicreta", e sim "bicicleta". Além disso, bicicleta não é verbo. Pedro, me diga você um verbo.
- Prástico! - disse o garoto.
- É "plástico", não "prástico". E também não é verbo. Laura, é sua vez: me dê um exemplo correto de verbo - pediu a professora.
- Hospedar! - respondeu Laura.
- Muito bem! - disse a professora. Agora, forme uma frase com este verbo.
- Os pedar da bicireta é de prástico!
THE BEST OF JOÃOZINHO
A professora pergunta a seus alunos:
- Se existem 5 passarinhos em um galho e você atira em um, quantos sobram?
- Nenhum! Responde
Joãozinho, todos saem voando com barulho do tiro.
A professora fica surpresa com a resposta:
- Não era essa a resposta que eu esperava, mas gosto do seu jeito de pensar.
- Eu posso fazer uma pergunta pra senhora? Pediu Joãozinho.
- Pode, Joãozinho.
- Existem 3 mulheres sentadas em um banco comendo picolés. Uma está lambendo, outra está chupando e a terceira está mordendo.
Qual delas é a casada?
A professora fica vermelha, mas responde, timidamente:
- A que está chupando.
- Não, a casada é a que tem a aliança no dedo....eu também gosto do seu jeito de pensar...
Na sala de aula a Professora ( P ) pergunta para o Joãozinho ( J ):
( P ) Joãozinho, se tem 3 passarinho no galho de uma árvore, e um caçador atira acertando um deles que cai. Quantos passarinho ficariam na árvore ?
( J ) Dois professora
( P ) Não Joãozinho, não sobra nenhum, pois depois do tiro do caçador os dois restantes voam, não ficam na árvore. Mas a sua resposta tem lógica
O Joãozinho pensa um pouco e dispara:
( J ) Professora, eu vou fazer uma pergunta pra senhora também. Tem 3 mulheres com um sorvete na mão de cada uma, uma esta chupando o sorvete, a outra lambendo e a última mordendo. Qual das 3 mulheres é casada ?
( P ) A que está mordendo.
( J ) Não professora, a casada é aquela que está de aliança. Mas a resposta da senhora tem lógica
JOÃOZINHO NO PSICÓLOGO
Joãozinho olhava pelo buraco da fechadura do quarto dos pais quando eles estavão transando. Seu irmãozinho de 5 anos queria saber o que estava acontecendo lá dentro.
Respondeu Joãozinho:
- É muita sacanagem, e me mandaram para o Pisicólogo só porque eu chupava o meu dedinho !!!
A mulher dá uma tremenda bronca no filho:
- Joãozinho, já falei não sei quantas vezes para não puxar o rabo do gato!
E o menino:
- Mas eu não tô puxando não mãe... É ele!
Na sala de aula, a professora pergunta:
- Felipinho, analise a frase: "Há uma mulher olhando pela janela". É singular ou plural?
- Singular.
- Muito bem! Agora você, Joãozinho: "Há várias mulheres olhando pela janela.", o quê é?
- Zona.
A professora pediu aos alunos para fazerem uma redação na qual constasse três temas: Religião, Sexo e Nobreza.
Joãozinho foi o primeiro que entregou a sua, era assim:
"Meu Deus, disse a princesa, trepar é bom demais!"
No café da manhã, Juquinha pergunta para a mãe:
- Mamãe, o papai já sarou da diarréia?
E ela espantada:
- Que idéia, menino! Quem falou que o seu pai estava com diarréia?
- Ontem à noite, quando eu passei na frente do quarto de vocês eu ouvi a senhora falar para ele: "E essa merda, que nunca fica dura!"
A mãe de Joãozinho volta para casa do hospital onde teve gêmeos e é recebida por Joãozinho:
- Mamãe, mamãe! Eu contei para a professora que tive um irmãozinho e ela me liberou das últimas três horas de aula!
- E por que você não contou que eram dois irmãozinhos? - perguntou a mãe.
- Eu não sou trouxa, mãe! O outro irmãozinho eu reservei pra semana que vem!
Na aula de ciências, o professor vira-se para aquela loirinha que já chamava a atenção e pergunta:
- Quantas patas tem o cavalo?
- Quatro, professor!
- Por isso, nós chamamos ele de...
- Quadrúpede!
- Muito bem! E você, tem quantos pés?
- Dois, professor!
- Por isso, nós chamamos você de...
- Cristina!
Durante a prova de zoologia, o professor coloca o pé de um passarinho sobre a carteira do Joãozinho e ordena:
- Examine isso e me dê a espécie e a família a que pertence e um resumo de seus hábitos migratórios.
- Mas como vou saber tudo isso só de olhar para este pé?
- Sua nota é zero! Qual o seu nome e a que turma você pertence?
- Olhe e adivinhe! – responde o Joãozinho, tirando o sapato e mostrando o pé.
A mulher dá uma laranja ao Joãozinho. A mãe, ao ver que o filho aceita a laranja e se mantém calado, pergunta:
- Joãozinho, o que é que se diz?
O menino se aproxima da mulher, estende o braço e diz:
- Descasca!
A professora pergunta para o Joãozinho:
- O que está mais distante: Londres ou a Lua?
- Que pergunta mais sem sentido! – responde Joãozinho, - A senhora consegue ver Londres daqui?
- Não!!!
- Então, fessora...
Na aula de biologia, o professor pergunta:
- Joãozinho! Quantos testículos nós temos?
- Quatro professor - responde o menino sem pestanejar.
- Quatro? Você ficou doido?
- Bem... Pelo menos os meus dois eu garanto!
Dois moleques resolveram brincar com um dos pescadores mais mentirosos de sua cidade, o tal de Joãozinho. Aproveitaram enquanto ele cochilava ao lado de sua vara com a isca lançada no rio,
amararam um tatu no anzol e jogaram o bicho dentro d'água.
- Joãozinho, acorda, tem peixe na linha!
O Joãozinho, pescador, puxou a isca com o tatu fisgado, sem demonstrar a menor surpresa. Então os garotos disseram:
- Tá vendo só, Joãozinho? Depois o pessoal diz que você é mentiroso! Nós somos testemunhas de que você pescou um tatu!
Joãozinho não pensou duas vezes e respondeu:
- Isso não é nada! Esse aí já é o quinto, só hoje!
Numa tarde de reflexões, o pai pergunta ao Joãozinho:
- Filho, o que você acha, o papai tem chances de viver até os cem anos?
- Você fuma? - pergunta o Joãozinho ao pai.
- Nunca fumei.
- Bebe?
- Você sabe que eu detesto bebida!
- E a sua alimentação, como é?
- Bom, filho, eu sempre evitei gorduras e não como carne vermelha.
- Pai, o senhor joga futebol, dirige carros em alta velocidade, sai com outras mulheres?
- Não, filho. Não costumo fazer nada disso.
O Joãozinho fica pensativo, analisando o caso e alguns momentos depois, lasca:
- Diz pra mim, papai, o senhor quer viver até os cem anos para quê????
Muito decepcionada com as atitudes do filho, Dona Antônia, uma mulher muito religiosa, foi pedir auxílio ao padre da paróquia que freqüentava.
- Ai, padre! Eu não sei mais o que eu faço com o meu Joãozinho! Ele anda falando muitos nomes feios!
- Hum... Acho que tenho uma solução, Dona Antônia! A senhora anota em um bloquinho todos os palavrões que ele disser e, no final do mês, faça ele doar para a igreja dez centavos por cada palavrão! Assim ele vai aprender a se controlar...
- Ótima idéia, padre! — disse ela, animada — Vou começar hoje mesmo!
E voltou para casa, confiante.
Um mês depois o padre foi até a casa dela e perguntou:
- Então, Dona Antônia? O garoto falou muitos nomes feios?
- Bastante, padre... Eu até já fiz as contas e deu nove reais e noventa centavos.
Então Joãozinho apareceu com cara de poucos amigos, tirou uma nota de dez reais da carteira e entregou ao padre, que disse:
- Muito bem... Mas infelizmente eu não tenho 10 centavos pra te dar de troco agora, Joãozinho...
- Ah, então o senhor vai tomar no cu e fica tudo certo
No auge dos seus 8 anos, Joãozinho entra no elevador e se depara com a sua vizinha de 27 anos.
- Suzana! Eu tô apaixonado por você! Namora comigo?
A loiraça acha graça e responde:
- Eu não posso namorar com você, Joãozinho...
- Por quê?
- Ai! Não leva a mal... Mas é que eu não gosto de crianças.
- Não tem problema. A gente usa camisinha!
Joãozinho volta para casa com um bilhete da professora:
"Não sei o que fazer com o Joãozinho. Ele só pensa em garotas e sexo!"
E a mãe responde com outro bilhete:
"Professora, se a senhora encontrar uma solução, por favor, me fale. Pois tenho o mesmo problema com o pai dele".
Durante a aula, a professora lança um desafio aos alunos:
- Zezinho, se você estivesse namorando uma moça fina e educada e, durante um jantar com ela, você precisasse ir ao banheiro, o que você diria?
- Ahhh, professora... Eu diria pra ela: Segura aí que eu vou dar uma mijadinha!
- Que feio, Zezinho! Uma completa falta de educação com uma dama... E você, Juquinha?
- Eu diria: Me desculpe, mas preciso ir ao banheiro... Espera aí que eu já volto!
- Melhorou, mas ainda tá ruim... Joãozinho, o que você diria?
- Ahhh... Eu diria: Minha prezada senhorita, peço licença para ausentar-me por um momento, pois vou estender a mão a um grande amigo que pretendo lhe apresentar depois do jantar!
Na sala de aula, pergunta a professora:
- Aninha, o quê o seu pai faz?
- Meu pai é dentista, professora!
- Juquinha, e o seu pai?
- Médico, professora!
- Joãozinho, e o seu?
- Traficante, professora!
- Nooossssa! - reagiu a classe em uníssono.
Na hora do intervalo um amigo vira-se para Joãozinho e pergunta, indignado:
- Mas você não falou que o seu pai era deputado?
- Sim... mas é que tenho vergonha de dizer isso na frente de todo mundo!
Joãozinho, Pedrinho e Juquinha apostavam quem tinha uma memória melhor.
- Eu consigo me lembrar perfeitamente - gabava-se o Pedrinho - do tempo que a minha mãe me dava de mamar. Se eu fecho os olhos sou capaz de sentir o calor do seu peito...
- Isso não é nada - retrucou Juquinha. - Pois eu me lembro no dia em que eu nasci...
Aquele túnel escuro... e o médico me segurando pelas pernas...
- Isso não é nada - argumentou Joãozinho. - Eu me lembro de ter ido num piquenique
no saco do meu pai e voltado na barriga da minha mãe!
- Joãozinho, conjugue o verbo ir no presente do indicativo.
- Eu... vou, tu... vais, ele ... vai
- Mais rápido, mais rápido!
- Nós corremos, vós correis, eles correm!
- Joãozinho, conjugue o verbo ir no presente do indicativo.
- Eu... vou, tu... vais, ele ... vai
- Mais rápido, mais rápido!
- Nós corremos, vós correis, eles correm!
O Joãozinho chega para a sua mãe e diz:
- Mamãe, hoje eu aprendi uma palavra que com ela vou pecar bem menos!
- Que bom, meu filho, que bom!
À noite, quando vai deitar, Joãozinho começa a rezar:
- Meu Deus, me perdoe por eu ser tão egoísta, malicioso, teimoso, “ETC”, Amém!
Vendo o filho voltar da escola todo feliz, no primeiro dia de aula, a mãe diz:
- Joãozinho! Que bom ver você assim, feliz... Quer dizer então que você gostou de ir à escola?
- Pô, mãe! Se liga... Não confunde a ida com a volta, né?
Joãozinho chega em casa e fala pra sua mãe:
- Mamãe, o Pedrinho me disse que ele tem um ta-ta-ta-taravo!
- Nossa, ele é assim mentiroso?
- Não, mãe, ele é gago!
A professora pediu aos alunos para fazerem uma redação na qual constasse três temas: Religião, Nobreza e Sexo. Joãozinho foi o primeiro que entregou a sua, era assim:
"Meu Deus, disse a princesa, trepar é bom demais!"
Joãozinho perguntou para a mãe:
- Mãe... Luz tem gosto?
E a mãe:
- Claro que não! De onde tirou essa idéia, menino?
E o moleque:
- É porque outro dia escutei o pai falar para empregada: "Apaga a luz e chupa"
Um dia, Joãozinho falou pra mamãe:
- Mãe, me leva no ginecologista?
- No ginecologista? - Respondeu surpresa sua mãe.
- É! - Rebateu Joãozinho
- Ficou maluco menino.. Claro que não!
Joãozinho fez um escândalo tão grande que a mãe, mesmo contrariada não teve como negar e marcou a consulta. Os dois chegaram no consultório e ficaram na sala de espera quando a enfermeira chamou:
- Próximo: Senhor Joãozinho????
Ele levantou, todas as mulheres surpresas na sala, e quando a mãe foi acompanhá-lo:
- Não mãe. Eu preciso fazer isto sozinho.
Ao entrar, o médico surpreso e achando inusitada aquela situação perguntou:
- Pois não, meu jovem em que posso ajudá-lo.
Joãozinho se aproximou bem e falou:
- Doutor, me responda. É muito sério. Menina de cinco anos engravida?
O doutor deu uma estrondosa gargalha e disse:
- Mas é claro que não, rapazinho.
E Joãozinho furioso:
- Eu sabia! Aquela Vaca! Eu vendi minha bicicleta para dar o dinheiro do aborto!!!
Joãozinho tinha uma prima gostosa que chamava Maria, e estava afim de ver a calcinha dela e disse:
- Maria, se você pegar aquele cacho de banana lá no alto eu te dou um chiclete.
E ela pegou e o entregou o cacho. A mãe da Maria viu tudo e disse a Maria:
- Sua boba, ele fez isso só para ver sua calcinha!
E Maria disse:
- Você acha que eu sou boba? Eu tirei a calcinha!
O Joãozinho chega da aula todo sujo e arranhado, a mãe vê o filho e diz:
- Joãozinho!O que foi que aconteceu?
- Foi um menino grande que me bateu na escola!
- Amanhã, vamos lá na diretoria para fazer uma queixa para a diretora. Você reconhece o menino que te bateu?
-Sim mãe! Eu tô com um pedaço da orelha dele aqui no meu bolso!
- Mãe, o que significa a palavra "porquá"?
- Porquê!
- Ah, não, nada não. Só pra saber.
Na aula de Português a professora pede para que os alunos façam uma poesia com a frase: mãe só tem uma.
ao terminarem ela pergunta:
- Mariana, diga sua poesia:
- Minha mãe é muito linda, eu amo muito ela, porque mãe só tem uma.
- Muito bem!!! diz a professora.
- Fernandinha, fale a sua:
- Sinto muita saudades de minha mãe querida pois mãe só tem uma.
Na vez do Joãozinho, ele todo empolgado, responde:
- Minha mãe pediu para eu ir pegar 3 cervejas na geladeira. fui até lá e disse:
- Mãe só tem ummmmmmmmmmmmaaaaaaaaaaaa!!!!
O Joãozinho, como bom brasileiro, estuda em escola pública, com cartilha e tudo... Um dia desses chega todo contente na escola. A Diretora, vendo a alegria do menino logo pergunta:
- Joãozinho porque tanta alegria?
Joãozinho, muito feliz e sorridente, responde:
- É que minha cachorrinha ganhou 8 cachorrinhos e todos são do PT.
A Diretora esfuziante, disse:
- Que legal, Joãozinho!!!
Continuando ela diz:
- Na próxima semana seremos visitados pelo presidente LULA, ele ficará contente em saber disso. Quando ele estiver aqui, você vem e conta essa história todinha novamente para nós, certo Joãozinho?
Na outra semana o presidente visita a escola e conforme o combinado o Joãozinho se aproxima deles e diz:
- Presidente, Diretora, sabiam que minha cachorrinha ganhou 8 cachorrinhos e 4 são do PT?
A Diretora fica então muito espantada e pergunta:
- Mas Joãozinho, você havia me dito que os 8 eram do PT!!
Ao que, prontamente responde o menino:
- Eram sim, Diretora, mas é que QUATRO já abriram os olhinhos...
Joãozinho entra no quarto e pega a mãe fazendo a famosa posição sexual, "cavalgando" no seu pai. Joãozinho surpreso, sai correndo. A mãe assustada sai da cama, se veste e vai atrás do Joãozinho, preocupada com o que o garoto tinha visto. Joãozinho então pergunta à mãe:
- O que a senhora e o papai estavam fazendo?
Surpresa, a mãe logo pensa em uma desculpa:
- Ora - disse ela. - Seu pai tem uma barrigona e eu estava tentando achatá-la!!!
- A senhora está perdendo seu tempo! - disse o garoto.
- Porque? - perguntou a mãe intrigada.
- Toda vez que a senhora vai pro shopping, a vizinha vem aqui, se ajoelha, e sopra tudo de volta!!!
Juquinha e seu amiguinho Joãozinho estão no banheiro da escola fazendo pipi. Enquanto se alivia, Juquinha diz:
- Eu gostaria tanto de ter um bem grande como o do meu primo Jorge. Quando ele mija, ele segura com quatro dedos!
Joãozinho olha por cima da muretinha e diz:
- Mas... Você tá segurando o seu com quatro dedos também...
- É. - responde Juquinha - Mas estou molhando três deles...
O portugueszinho chega em casa pulando de alegria, e diz pro pai:
- Ô pai fudi a tarde inteirinha!
E o portuga, orgulhoso, pergunta pro filho:
- Ora, e tu não estais cansado?
- Claro que não, estais a pensaire que sou burro, eu fiquei o tempo todo deitado de bruços e o Joãozinho é que fez o vai e vem...
Uma dona de casa recebe um amante todo dia em sua casa a tarde, enquanto o marido trabalha. Durante suas safadezas, ela deixa o filhinho de 9 anos trancado no armário do quarto. Um tal de Joãozinho. Certo dia o marido chegou em casa e o amante ainda estava lá. Então ela trancou o amante no armário junto com o Joãozinho. Eles ficaram lá um tempo, até que o Joãozinho falou:
- Escuro aqui, não?
- É, está.
- Eu tenho uma bola de baseball.
- Que legal!
- Quer comprar?
- Não!
- Meu pai está lá fora!
- Quanto você quer pela bola?
- R$ 200,00.
- Toma.
Uma semana depois, o marido torna a chegar cedo. O amante está na casa. O Joãozinho está no armário.
O amante vai pro armário. Eles ficam lá em silêncio até que o Joãozinho fala:
- Escuro aqui, não?
- É, está.
- Eu tenho uma luva de baseball.
- Que bom.
- Quer comprar?
O homem lembrando da outra semana:
- Claro, quanto é?
- R$ 300,00.
- Aqui está.
No fim-de-semana o pai chama o Joãozinho :
- Pega a bola e a luva e vamos jogar.
- Não dá pai. Eu vendi tudo.
- Vendeu?? Por quanto?
- R$ 500,00.
- Filho! Você não pode ficar enganando seus amigos assim. Em lugar algum a gente paga tanto por isso. Vou levá-lo agora no padre pra que você confesse.
Chegando na igreja, o Joãozinho entra na portinha, se ajoelha e fecha a portinha. Uma janelinha se abre para que o padre possa ouvir o menino.
- Meu filho, não temas a Deus, diga e Ele te perdoará. Qual seu pecado?
- Escuro aqui não???
- Não vá começar com essa merda de novo!!!
O Joãozinho tava naquela idade critica, levantando a saia das meninas, apertando a bunda da professora, aliciando a cachorra de estimação, delirando com revistas de sacanagem. Então seu pai vendo a situação, deu 500 reais pro Joãozinho ir num puteiro, dar umazinha e voltar mais calmo, porque o moleque tava um verdadeiro tarado.... quando Joãozinho tava indo pro puteiro, encontrou sua vó paterna ela perguntou o que ele ia fazer que tava tão feliz ai ele explicou a situação e a vó propôs que ao invés da "profissional do amor" ele tivesse sua primeira vez com ela, e ela cobraria apenas 100 reais, Joãozinho negociou e conseguiu por 50. E foi sem dó da própria avó, fez de tudo, em todas as posições possíveis e ainda algumas inimaginárias.
ao chegar em casa o pai quis saber como tinha sido, Joãozinho explicou e então o pai esbravejou:
- VOCÊ COMEU A MINHA MÃE!!!
E Joãozinho com a resposta na ponta da língua:
- Tá reclamando, é?? Num devia!! E vc?? O que faz toda noite com a minha????
Na sala de aula a professora pergunta...
- Mariazinha, se você ganhasse na loteria o que você faria com o dinheiro?
- Eu iria ajudar aos pobres professora!
- Que nobre Mariazinha, e você Juquinha?
- Eu compraria ações na bolsa de valores!
- Que inteligente Juquinha, e você Joãozinho??!
- Ah,,, eu estacionaria um caminhão de cerveja na frente de um puteiro!!!
- Minha nossa! mas pra que isso menino??
- Fala sério professora! de PUNHETA e COCA-COLA eu já estou até o pescoço!!!
A professora no 1º dia de aula: - Chiquinho, qual é a profissão da tua mãe?
- Empregada de escritório, Sra. professora.
- E tu, Joãozinho, o que é que a tua mãe faz?
- A minha mãe? A minha mãe é Substituta.
- A tua mãe é o quê ?
- Substituta, Sra. Professora.
- Ó Joãozinho, essa profissão não existe. Ora explica lá o que ela faz.
- Bem, ela esta' encostada a uma esquina, vem uns senhores que lhe dão dinheiro, ela entra com eles para um quarto da Pensão, e passado 15 minutos eles saem a apertar o fecho das calcas.
- Ó Joãozinho!... A tua mãe não é "Substituta", é "Prostituta"!
- Não, não! Puta é a minha tia que está doente. A minha mãe está só a fazer umas horas para a ajudar...
Joãozinho olha um álbum de fotos da família e pergunta à mãe:
- Quem é esse moço ao seu lado na praia, esse de cabelo comprido e todo atleta?
- Esse? - indaga a mãe, apontando para a foto - é seu pai.
Joãozinho estranha e pergunta:
- Mas quem é então esse velho gordo e careca que mora aqui em casa?
A professora está fazendo perguntas aos alunos.
- Joãozinho, quem proclamou a independência?
- Eu não sei, 'fessora - responde o Joãozinho.
Ela já está cansada da ignorância do Joãozinho, e ela pede para ele ir para casa e trazer o pai no dia seguinte. No dia seguinte, o pai chega na classe com o Joãozinho e senta no fundo da sala para observar. A professora volta a fazer perguntas aos alunos, e repete:
- Joãozinho, quem proclamou a independência?
- Eu já disse, 'fessora - responde o Joãozinho - Eu não sei.
Neste ponto o pai de Joãozinho levanta e diz:
- Olha, Joãozinho, nada de proteger ninguém. Se não foi você diga quem foi e pronto!
Ao chegar de viagem, dona Tereza pergunta para o filho de cinco anos:
- E ai, Joãozinho? Correu tubo bem por aqui na minha ausência?
- Tudo mamãe! Só teve um dia que deu uma chuva muito forte e eu fiquei com medo e o papai veio dormir com eu.
- Comigo, Joãozinho! - corrigiu a empregada.
- Não, Maria! Isso foi no sábado! Eu estou falando de domingo, quando choveu!
Era o dia do exame final. O Joãozinho ia ser examinado pela professora em prova oral, e a professora, que era nova na escola, iria ser observada pelo diretor. Sentam-se a Professora e o Joãozinho, um de frente para o outro,e o Diretor ficou em pé, atrás do menino. A professora pergunta:
- Joãozinho, o que D. Pedro I disse quando proclamou a independência do Brasil?
Nisso a professora derruba o lápis, e abaixa-se para pegar.
O diretor,diante daquela visão maravilhosa surgindo no decote, suspira e murmura só pra si um comentário bem masculino.
Quando a professora se levanta, pergunta:
- E, então, Joãozinho o que ele disse?
- Peitinhos maravilhosos!
- Não é nada disso! Zero! - diz a Professora, nervosa.
O Joãozinho vira-se pro diretor:
- Ô seu viado! Se não sabe, não sopra!!!
A professora lhe pergunta:
- Joãozinho quantos ovos bota uma galinha??
- Num sei fessora!!!
- Fessora posso fazer uma pegunta?
- Pode.
- Quantas tetas em uma porca??
- Não sei Joãozinho....
- Ta vendo fessora vc me pega nos ovos que eu te pego pelas tetas!!!!
Na escola, Joãozinho recebeu seu boletim:
- Tá aqui, Joãozinho... Você foi muito mal este ano, hein?
O garoto vê suas notas e começa a chorar. A professora não agüenta mais o menino chorando e diz:
- Não chora, porque criança que chora fica feia quando cresce!
O moleque responde:
- Ô, fessora, a senhora deve ter ter sido uma péssiam aluna hein! E ds bem choronas...
O pai chega para o Joãozinho e diz:
- Filho, me deixa ver o teu boletim!
- Não vai dar pai. – responde o Joãozinho.
- Mas por que não? Que história é esta?
E o Joãozinho responde:
- É que eu emprestei o meu boletim pro meu colega.
- Como assim, emprestou seu boletim a um colega?
- É que ele queria dar um susto no pai dele!
Todos os dias ao ir para escola, Joãozinho passava enfrente a uma sorveteria e perguntava para o
sorveteiro:
- Tio, tem sorvete de abóbora?
E o sorveteiro respondia:
- Não, eu já falei que não temos.
Isso se repetiu por mais cinco dias, até que o sorveteiro resolveu fazer o agrado do Joãozinho. Foi até a feira, escolheu várias abóboras, voltou e preparou aquele sorvete. No outro dia lá vinha Joãozinho:
- Tio, tem sorvete de abóbora?
O sorveteiro entusiasmado responde:
- Sim, temos!!!
Joãozinho retruca com a mão na boca:
- ECCAAAA!
Um japonês vai trocar o pneu do carro, Joãozinho olha, o japonês pega o macaco, Joãozinho diz:
- O meu pai tem dois desse!
O japonês não diz nada, e pega a chave de roda, e Joãozinho diz:
- O meu pai, tem dois desse!
E o japonês não diz nada, e pega o estepe do carro, e Joãozinho diz:
- O meu pai, tem dois desse!
O japonês já com o saco cheio, vai no matinho para mijar, e diz para o Joãozinho:
- Seu pai, tem dois desse?
Joãozinho olha e diz:
- Não, mas é o dobro desse!
O pai diz ao Joãozinho:
- Não sei se você se dá conta que seus estudos me custam uma fortuna!
Joãozinho responde ironicamente:
- Imagine só!!! Eu sou um dos que menos estudam.
Três amigos estavam discutindo Joãozinho, Pedrinho e Mário...
Primeiro o Mario disse:
- Meu tio é padre quando as pessoas vêm ele dizem:
- Ohhhh!!! Santo!
Então Pedrinho disse:
- Meu tio é cardeal quando as pessoas vêm dizem:
- "Ohhh!!! Santíssimo"
Com ar de deboche, Joãozinho comenta:
- E o meu tio então, quando ele mostra o pinto para as pessoas elas dizem:
- Ohhhhhh!!!!!! Meu Deus!!!
Certo dia, o Joãozinho estava andando com sua bicicleta, quando passando em frente a um motel, viu um carro parar na entrada, com um casal dentro. O Joãozinho curioso ficou ouvindo a conversa, quando o homem disse para a mulher:
- Ou dá ou desce! A mulher respondeu:
- Eu desço.
Então a mulher desceu do carro e se foi a pé, com o homem arrancando com seu carro e indo embora. O Joãozinho achou aquilo interessante. No outro dia, trouxe a Mariazinha na carona de sua bike, parou em frente ao motel e disse:
- Ou dá ou desce!
Então a Mariazinha olhou pra ele e disse:
- Tá, acho que eu dou!
O Joãozinho, sem saber direito o que fazer, então disse:
- Ah! Então você pega a bicicleta que eu vou a pé.
O garotinho chega para o pai e pergunta:
- Pai, de onde eu vim?
- Bem, filho... - começou o pai, visivelmente constrangido. - Você sabe... o papai tem uma sementinha...
Durante meia hora explicou para o garoto da maneira mais didática possível como funciona o processo de acasalamento.
Quando terminou, o garotinho olhou-o com semblante sério e disse:
- Ah! Entendi!
E o pai:
- Mas, porque você resolveu me perguntar isso justamente agora, filho?
- É que o Joãozinho, me disse que ele veio de Uberaba!
Joãozinho chega na mãe e diz:
- Mãe, a professora me castigou por uma coisa que não fiz!
- Que injustiça filho! O que foi que você não fez?
- A lição de casa! - diz Joãozinho.
A professora pergunta aos alunos na classe:
O que vocês querem ser quando crescer?
A Mariazinha responde:
- Quero ser professora!!
O Claudinho:
- Quero ser advogado que nem meu pai... Professora.
- E você Joãozinho?
- Quero ser peludo professora...
- Peludo Joãozinho?!! Porque? – pergunta a professora.
- Para ser muito rico Professora... Vou ganhar muito dinheiro sendo todo peludo...
- A Joãozinho, isso não acontece, não... - diz a professora.
- Como não Professora? - responde Joãozinho, continuando:
- Minha irmã de 20 anos, com um pouquinho assim no meio das pernas, sustenta à nossa família toda!!!
Joãozinho estava na porta do cinema querendo entrar para ver um filme impróprio, mas o guarda não deixava de jeito nenhum. Ele pede:
- Deixa eu entrar, seu guarda?
Ao que o guarda responde:
- Nem pensar! Já tá tarde e você é muito novo para assistir esse filme!
Então joaozinho anda para lá e para cá insistindo para entrar mas o guarda não deixa, até que ele começa a cuspir para cima e colocar sua cabeça embaixo. O guarda estranha sua atitude e pergunta:
- Porque você está fazendo isso, menino?
- Deixa eu entrar, que eu te conto!
- Nem pense nisso!
- Tá bom! Você é quem sabe!
E ele continuou a cuspir para cima e colocar a cabeça em baixo. O guarda insistiu:
- Por quê você faz isso, menino?
- Deixa eu entrar que eu te conto!
- Pare com isso garoto! Você não vai entrar!
Ele ficou cuspindo para cima e colocando cabeça embaixo até que o guarda não aguentou mais e disse:
- Tá bom pode entrar, mas me diga logo porque está fazendo isso?
- Primeiro eu vou assistir o filme e depois eu conto!
Ao sair do cinema, o guarda chama joãozinho:
- Ei volte aqui, agora já assistiu o filme, então me conte o seu segredo!
- É que ontem a noite eu ouvi minha mãe dizer para meu pai: "Cospe na cabeça que entra" e como o senhor pôde ver, seu guarda, realmente dá certo!
A professora faz um teste de conclusões primeiro conclui Pedrinho:
- Acordei tomei meu breakfest, lavei o rosto, olhei da janela a ferrari, conclusão, meu pai foi trabalhar de Mercedes.
Depois foi a vez de Dedeco...
- Acordei tomei meu café fui até a janela vi o fusquinha conclusão meu pai foi trabalhar de ônibus.
Na vez de Joãozinho ele falou:
- Acordei tomei água, porque lá em casa não tem café olhei na janela, meu avô com um jornal debaixo do braço, conclusão, ele foi cagar porque ele não sabe ler.
A garotinha muito sapeca, ao ver o seu priminho sair do banheiro com a braguilha aberta, avisa:
- Joãozinho, cuidado para o seu passarinho não fugir!
E ele diz:
- Não se preocupe, Mariazinha! Não foge não, ele é mansinho! Foi criado na palma da minha mão!
Duas mulheres estavam discutindo no meio da rua, cada uma querendo gritar mais que a outra.
- Seu filho é um sem-vergonha. Ele transou com minha filhinha de onze anos.
- De jeito nenhum. Ele só tem 12 anos e ainda nao é capaz de uma coisa dessas. Vou mostrar o tamanho do pintinho dele, quer ver? A mulher abaixou a calça e a cueca do Joãozinho, e segurou o "centro da polêmica":
- Olha só como é pequenininho e...
O filho interrompe a mãe:
- É melhor a senhora tirar a mão dai ou a gente vai perder esta causa!
Na aula de noções de medicina, a professora pediu para os alunos trazerem instrumentos utilizados em um hospital.
- Cíntia, o que você trouxe?
- Um bisturi!
- Quem deu pra você?
- Minha mãe!
- E o que ela falou?
- Falou que serve pra cortar a pele!
- Ah, parabéns!!
- Vinícius, o que você trouxe?
- Uma seringa!
- E quem deu pra você?
- Meu pai!
- O que ele falou?
- Falou que serve para aplicar injeção!
- Meus parabéns!
- Kiko, o que você trouxe?
- Um termômetro!
- Quem foi que deu?
- Meu tio!
- E o que ele falou?
- Falou que serve pra medir a temperatura!
- Ótimo!!
- E você, Joãozinho, o que é essa bola debaixo do seu braço?
- Isso é um balão de oxigênio!
- E quem deu pra você?
- Eu peguei da minha vó!
- O que ela falou?
- DEVOLVE, DEVOLVEEEE, DEVOL.....
O Joãozinho chega pra professora, no final da aula e diz:
- Ô professora! Tenho um recadinho do meu pai pra senhora!
- Que recado Joãozinho? Pode falar...
- Ele me disse, ontem à noite, que se as minhas notas não melhorarem rapidinho, alguém vai apanhar...
O Joãozinho vai com sua irmã visitar a avó:
- Vovó, como é que as crianças nascem?
- Bem, as cegonhas trazem as criancinhas no bico, meus netinhos...
Joãozinho cochicha para a sua irmã:
- E aÍ, o que é que você acha? Contamos a verdade pra ela?
COCHILANDO NA IGREJA...
Os pais levam o filho de oito anos e a irmãzinha de 7 para a igreja. Eles sentam na primeira fila para que o menino possa apreciar bem a missa. Mas meninos de oito anos não costumam gostar de igreja, principalmente esse, o Joãozinho. E ele adormece no meio do sermão. O padre nota isso, e decide dar-lhe um susto. Ele faz uma pergunta direta para ele:
- E você, meu menino, diga quem foi que criou o céu e a terra ?
A irmã do guri espeta um alfinete na bunda do menino que acorda de sobressalto e grita:
- Meu Deus!
Muito bem, meu filho - diz o padre.
Afinal, não está errado... O pessoal que está por perto, olha para o Joãozinho... Mas daí a pouco o menino volta a dormir, e o padre vê que precisa acordá-lo outra vez.Então ele pergunta:
- E me responda agora, quem foi o filho de Maria e José?
A menina volta a enfiar um alfinete na bunda do Joãozinho, que acorda e diz alto:
- Jesus!
O padre percebe o que aconteceu, mas não pode dizer nada. O povo presta ainda mais atenção no menino... A resposta está correta !!! Mas logo depois o Joãozinho cochila novamente e o padre pergunta:
- O que disse Eva para Adão quando eles acordaram após a primeira noite juntos ?
Mas antes que a irmãzinha pudesse dar-lhe outra alfinetada, o menino berra:
- SE VOCÊ ENFIAR ESSE NEGÓCIO NA MINHA BUNDA DE NOVO EU TE ARREBENTO!!!!!
Na classe do Joãozinho é dia de aula dupla de história e a professora faz uma "promoção" entre os alunos. No final da primeira aula, ela dirá três frases famosas e os alunos que identificarem os autores de cada frase serão dispensados da segunda aula. O Joãozinho fica todo ouriçado, louco pra ir embora mais cedo. A professora diz a primeira frase: "Saio da vida para entrar na história". O Joãozinho sabe a resposta e levanta a mão, depressinha. Junto com ele, a Mariazinha também levanta a mão. A professora pede a menina que diga o autor da frase.
- Getúlio Vargas.
- Muito bem, Mariazinha!
E a garota é dispensada. O Joãozinho fica se remoendo de ódio. Mas tem mais duas chances...
Segunda frase: "Independência ou Morte!".
"Essa é baba!", pensa o Joãozinho, e levanta a mão, na maior ansiedade. Várias outras crianças também levantam a mão, a professora aponta para o Marcelinho que, naturalmente, acerta a resposta e vai embora mais cedo. O Joãozinho não se conforma. Fica rosnando em sua carteira, sussurrando os piores palavrões entre os dentes.
Terceira e última frase: "O Brasil não é um país sério".
Por incrível que pareça, o Joãozinho sabia também essa e só ele levanta a mão. Como ele senta no "fundão" da classe, a professora não vê. Passados alguns segundos, a Bruna levanta a mão e já vai dizendo:
- Charles De Gaulle!
A professora elogia a menina e a dispensa. E começa a dar a segunda aula para os alunos restantes. Vira de costas para a classe e começa a escrever no quadro-negro. O Joãozinho, desconsolado, não consegue conter a ira e grita, com toda a sua força:
- CHUPA MEU PAU, SUA VAGABUNDA!!!
A professora vira-se imediatamente, indignada, e pergunta:
- Quem disse isso??!!
E o Joãozinho :
- Bill Clinton!
*****
- Papai, hoje eu coloquei dinamite debaixo da cadeira da professora!
- Joãozinho, seu desgraçado! Vai já para a escola e peça desculpas a sua professora !
- Qual escola ?!?
Todas as crianças haviam saído na fotografia e a professora estava tentando persuadí-los a comprar uma cópia da foto do grupo.
- Imaginem que bonito será quando vocês forem grandes e todos digam 'Ali está Catarina, é advogada' ou também 'Este é o Miguel. Agora é médico'.
Ouviu-se uma vozinha vinda do fundo da sala:
- E ali está a professora. Já morreu.
O Joãozinho, a cuia e o viajante
Estava o viajante morrendo de sede, totalmente perdido no meio da caatinga, debaixo de um sol escaldante, quando se deparou com um casebre.
Imediatamente bateu palmas e logo apareceu um garotinho barrigudo e de olhos remelentos.
- Olá, estou caminhando a hora sob esse sol e estou com muita sede... você poderia me arranjar alguma coisa para beber?
- Poderia sim, senhor!
Então o garoto entra na pequena casa e logo volta com uma cuia imunda, que entrega ao viajante.
O cara olha meio enojado para a cuia, mas como estava com muita sede, fecha os olhos e bebe tudo num gole só.
Então o menino pergunta:
- Tava muito ruim?
- Tava não... porque?
- É que tinha um rato morto dentro da cuia.
- Seu pirralho fia da póta, eu vou quebrar a cuia na sua cabeção!
E o menino:
- Ah moço, faz isso não, que essa cuia é da mãe mijar!
caipira (joaozinho)

O pai do Joãzinho ficou apavorado quando ele lhe mostrou o Boletim.

- Na minha época as notas baixas eram punidas com uma boa surra - comenta

- Legal, pai! Que tal pegarmos o professor na saída amanhã?
Qual é a diferença entre as mulheres de 8, 18, 28, 38 e 48 anos?
08 - Você a leva para a cama e conta uma história.
18 - Você conta uma história e a leva para a cama.
28 - Você não precisa contar uma história para levá-la para a cama.
38 - Ela conta uma história para te levar para a cama.
48 - Você conta uma história para não ter que levá-la para a cama.

Qual é a diferença entre os homens de 8, 18, 28, 38 e 48 anos?
08 - Você o leva para a cama e conta uma história.
18 - Você conta uma história para não ter que ir para a cama.
28 - Você o faz crer que ele precisa te contar uma história para ir para a cama com você.
38 - Você conta uma história e vai para a cama com outro.
48 - Você não precisa contar nenhuma história porque ele já dormiu no sofá.
Na sala de aula, a professora pediu aos alunos que desenhassem uma aranha.Então, a Mariazinha baixou a cabeça, com o intuito de começar o desenho, quando o Joãozinho, lá de trás gritou:
- Professora, assim não vale, a Mariazinha tá colando!!!
Último dia de aula, os alunos resolvem presentear a professora. O filho do dono de uma doceria entrega-lhe uma caixa. Ela da uma sacudidinha:
- São bombons?
- Acertou, professora!
A filha do dono da livraria entrega-lhe o seu embrulho.
- Esse esta pesado. Acho que é um livro...
- Acertou, professora!
O Joãozinho entrega-lhe o seu presente. Ela nota um pequeno vazamento na embalagem, passa o dedo, apanha uma gota, experimenta e arrisca:
- É um vinho?
- Não, professora.
Ela experimenta mais uma gota.
- É um Whisky?
- Também, não...
- Desisto! O que você me deu?
E o Joãozinho:
- Um cachorrinho...

Principal |Quem somos | Campeões de pesca | Calendário lunar | Meio ambiente | Regulamento | Pescarias | Membros
Tipos pesca | Tipos de peixe | Tipos de isca | Dicas | Patrocinadores | Receitas | Contato | Piadas | Fotos | Links